PROSUB: tecnologia como fator estratégico para o Brasil e para a segurança do Atlântico Sul

Michelly Sandy Geraldo, Naiane Inez Cossul

Resumo


O artigo objetiva demonstrar como o PROSUB (Programa de Desenvolvimento de Submarinos) caracteriza-se como um fator estratégico para o Brasil e para a Segurança do Atlântico Sul. Partindo da ideia de que há restrições formais e informais para a aquisição de armamentos no cenário internacional, o desenvolvimento de submarinos em âmbito nacional com transferência de tecnologia é ponto elementar para a soberania tecnológica e também para o incremento de tecnologias sensíveis, como é o caso do submarino de propulsão nuclear. Nesse sentido, o artigo está dividido em três seções. Inicialmente delineiam-se movimento no sistema internacional. Em um segundo momento, traça-se um panorama histórico sobre a evolução do projeto do submarino nuclear brasileiro. E, por fim, aponta-se a retomada do PROSUB, coordenado pela Marinha brasileira, como elemento estratégico e de caráter dual para a defesa nacional, bem como a importância estratégica do Atlântico Sul. Assim, será possível compreender o papel desse projeto para a inserção internacional do Brasil, para a construção de uma agenda de defesa pautada na dissuasão e para a diminuição do cerceamento tecnológico.

 


Texto completo:

PDF PDF PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.